TREINO DE INTEGRAÇÃO AUDITIVA (AIT)



  • O Treino de Integração Auditiva baseou-se na ideia de que a hipersensibilidade auditiva característica de algumas crianças com perturbação autistíca causaria alguns dos comportamentos disruptivos apresentados por crianças com Perturbação do Espectro Autista (PEA).

  • É uma abordagem audiológica para o tratamento de distúrbios auditivos sendo por isto realizado com crianças com PEA.

  • Tem como principal objectivo diminuir os sintomas que interferem com o correcto funcionamento auditivo.

  • Baseia-se na teoria de que um indivíduo ao ouvir música modulada/ filtrada poderá melhorar as suas capacidades de processamento dos estímulos auditivos diminuindo assim, os comportamentos disruptivos.

  • Foi desenvolvido em França, na década de 60, por Berard o Audiokinetron, um dispositivo que permite modular e filtrar ao acaso música ou que pode modular e filtrar frequências especifícas de uma música.

  • Inicialmente deve ser realizado um audiograma. Este audiograma fornecerá informação sobre que tipo de audição para detectar as frequências para as quais o individuo se encontra hipersensível, que são representados no audiograma por picos.

Aplicação
O TIA consiste em:



  • Ouvir música, com phones nos ouvidos, por cerca de 30 minutos, duas vezes ao dia e durante um período de 10 dias. Esta música poderá ser modulada de forma que diferentes partes da frequência de banda sejam aleatoriamente modificadas em intensidade e também poderá ser filtrada ao acaso pelo audio kinetron promovendo isto, um aumento do uso da audição ou a música será filtrada de forma a que o individuo experiêncie as frequências para as quais o apresenta Hipersensibilidade.

  • Os audiogramas são repetidos na metade e no final das sessões de treino, para documentar o “progresso” e determinar se são necessárias sessões adicionais.


Após a aplicação deste tratamento observaram-se melhorias tanto a nível da audição como até do comportamento do indivíduo. Assim foram relatados ganhos como:



  • Aumento da Atenção

  • Processamento auditivo melhorado

  • Irritabilidade diminuída,

  • Letargia reduzida,

  • Melhoria na linguagem expressiva e na compreensão auditiva

  • Redução da sensibilidade sonora

É recomendado ser aplicado em crianças com idade superior a três anos.
Apesar de tudo é ainda um método experimental.


Referências Bibliográficas:



Volkmar, F.(2007).Autism and Pervasive Developmental Disorders.2ª Edição. Cambridge University Press. Nova Iorque.

Kozlowski, L., Kroupnik,M., Kochen, A., Zeigelboim, B.(2004).Treino de Integração Auditiva: “milagre para o tratamento do autismo?”. Revista Brasileira de Pediatria. 26: 214-215. acedido em 7 de Janeiro de 2009 pelas 21 horas em :
http://www.scielo.br/pdf/rbp/v26n3/a17v26n3.pdf












1 comentário:

Frederico Miranda disse...

Olá! Parabéns pelo blog! Tenho um filho dentro do espectro autista e ele fica muito irritado com choro e gritos de criança. Achei bem interessante este tratamento, vc sabe se existe aqui no Brasil, mais precisamente São Paulo?